EXERGAMES E SAÚDE MENTAL: UMA PESQUISA-INTERVENÇÃO EM UM CAPS DA CIDADE DE MACEIÓ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2018v10n20p319

Palavras-chave:

Saúde Mental. Centro de Atenção Psicossocial. Reabilitação psicossocial. Exergames. Cognição.

Resumo

A presente dissertação opera com oficinas de jogos digitais que requerem movimento do corpo humano para interação com o jogo – exergames – no âmbito da saúde mental. Dessa forma, temos como objetivo geral cartografar os processos de interação estabelecidos por pessoas adultas em sofrimento psíquico com os exergames, a partir da realização das oficinas terapêuticas em CAPS da cidade de Maceió. Já como objetivos específicos, temos: identificar de que forma as oficinas potencializaram as relações entre os oficinandos durante as oficinas e verificar como se dá o acoplamento sujeito-máquina na interação dos oficinandos com os exergames. Para tanto, este estudo se caracteriza como uma pesquisa qualitativa com a abordagem da pesquisa-intervenção, apoiando-se no método da cartografia. Os dados foram analisados e discutidos a partir de dois marcadores: “conectar-se com o outro” e “acoplamento”. As oficinas com os exergames se mostraram como uma potente ferramenta para pôr em prática atividades engajadoras, pois, quando realizadas em grupo, evidenciaram a questão da construção coletiva de saberes, bem como a seu compartilhamento, potencializando as relações e proporcionando novas experiências às pessoas em sofrimento psíquico.

Downloads

Publicado

29/04/2018

Como Citar

FERREIRA, A. R. EXERGAMES E SAÚDE MENTAL: UMA PESQUISA-INTERVENÇÃO EM UM CAPS DA CIDADE DE MACEIÓ. Debates em Educação, [S. l.], v. 10, n. 20, p. 319, 2018. DOI: 10.28998/2175-6600.2018v10n20p319. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/4824. Acesso em: 26 jan. 2022.

Edição

Seção

Dissertações e Teses