Blended learning e multimodalidade na formação de professores: uma metassíntese qualitativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2018v10n22p335-347

Palavras-chave:

Ensino híbrido, Formação continuada de professores, Ensino de Matemática

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar um panorama das pesquisas nacionais com a temática formação de professores no modelo blended learning, abordando a multimodalidade no ensino de Matemática. Metodologicamente adotou-se a Metassíntese Qualitativa, tendo como fonte de dados: o Banco de Teses e Dissertações da CAPES; os anais do Encontro Nacional de Educação Matemática - ENEM e do Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática – SIPEM; e o Google Acadêmico. As buscas foram realizadas com a combinação dos descritores “blended learning”, “formação de professores” e “multimodalidade”. A realização deste estudo possibilitou examinar as contribuições e as limitações dos trabalhos analisados, assim, espera-se provocar reflexões e estimular o desenvolvimento de novas pesquisas com a temática investigada.

Biografia do Autor

Daise Lago Pereira Souto, Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT)

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências e Matemática

Downloads

Publicado

21/12/2018

Como Citar

CUNHA, J. F. T. da; SOUTO, D. L. P. Blended learning e multimodalidade na formação de professores: uma metassíntese qualitativa. Debates em Educação, [S. l.], v. 10, n. 22, p. 335–347, 2018. DOI: 10.28998/2175-6600.2018v10n22p335-347. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/4981. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê "Educação Matemática, Mobilidade e Cibercultura em contextos de ensino e de aprendizagem: dilemas e desafios"