Corpo e gênero

recursos didáticos para aprender sobre si

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2022v14n34p285-301

Palavras-chave:

Educação, Corpo e gênero, Recursos didáticos

Resumo

A temática que circunda corpo e gênero tem sido compreendida como urgente no que concerne ao contexto das investigações no campo da educação. Compreendendo que seja fundamental para além das investigações acadêmicas, foi desenvolvida uma pesquisa-ação denominada “Gênero e saúde na escola”, realizada no contexto da educação básica. O objetivo da proposta foi de oportunizar aos estudantes de uma escola pública de Porto Alegre/RS, a discussão e reflexão acerca de aspectos relacionados ao corpo e gênero. Para isto, foram desenvolvidos dois recursos didáticos, sob o formato de jogos, com o objetivo de problematizar essas temáticas, ainda veladas no contexto escolar, de modo lúdico. Neste escrito, estão descritos os referenciais, processos envolvidos no desenvolvimento e na testagem dos recursos didáticos. Por fim, observou-se que, com a utilização de recursos pedagógicos lúdicos, foi possível abordar temáticas, anteriormente consideradas desconfortáveis para os alunos, de modo efetivo.

Biografia do Autor

Dorcas Janice Weber, Universidade Federal do Rio Grande do SUL - UFRGS

Faculdade de Educação. Departamento de Ensino e Curriculo / UFRGS

Cristianne Maria Famer Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do SUL - UFRGS

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Enfermagem, Departamento de Assistência e Orientação Profissional.

Maria da Graça Corso da Motta, Universidade Federal do Rio Grande do SUL - UFRGS


Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Materno-Infantil.

Silvana Maria Zarth, Universidade Federal do Rio Grande do SUL - UFRGS

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Enfermagem, Departamento de Enfermagem Materno-Infantil.

Referências

BROUGÈRE, Gilles. Brinquedo e cultura. São Paulo: Cortez, 2010.

FIGUEREDO, Marlien. Identidad de género: una mirada más allá de las diferencias entre hombres y mujeres. In: Contribuciones a las Ciencias Sociales, p.1-5, jul. 2012. Disponível em: www.eumed.net/rev/cccss/21/. Acesso em: 5 nov. 2020.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir. Petrópolis: Vozes, 1987.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós Modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva; Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: O jogo como elemento de cultura. 5 ed. São Paulo: Perspectiva, 2005.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Orientações sobre identidade de gênero: conceitos e termos. Brasília, 2012. Disponível em http://www.diversidadesexual.com.br/wp-content/uploads/2013/04/G%C3%8ANERO-CONCEITOS-E-TERMOS.pdf. Acesso em: 5 nov. 2020.

MARTINS, Carlos Henrique.; CARRANO, Paulo Cesar. A escola diante das culturas juvenis: reconhecer para dialogar. In: Educação (UFSM), v. 36, n.1, p. 43-56, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/2910. Acesso em: 5 nov. 2020.

MARCHI, Rita de Cássia. Gênero, infância e relações de poder: interrogações epistemológicas. In: Cad. Pagu, n.37, p.387-406, 2011. Disponível em http://dx.doi.org/10.1590/S0104-83332011000200016. Acesso em: 10 jun. 2016.

NUNES, Ana Luiza.; BECKER, Liane. Corpo, movimento e ludicidade: uma contribuição ao processo de alfabetização. In: Educação (UFSM), v. 25, n. 2, p. 21-30, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/4762. Acesso em: 1 out. 2020.

SCOTT, Joan. Gender and the politics of history. New York: Columbia University Press, 1988.

SILVEIRA FILHO, Francisco Maciel. O tênue trânsito da igualdade na diferença. A força do feminino na evolução das relações de gênero. In: Forma breve, n. 8, p. 191-2019, 2010. Disponível em: https://proa.ua.pt/index.php/formabreve/article/view/6418. Acesso em: 5 nov. 2020.

SORATTO, Jacks.; PIRES, Denise; CABRAL, Ivone. et al. A maneira criativa e sensível de pesquisa. In: Rev Bras Enferm, v. 67, n. 6, p. 994-999, nov./dez. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672014000600994&lng=pt&nrm=iso&tlng=en. Acesso em: 5 nov. 2020.

TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. In: Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, set./dez. 2005. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/ep/v31n3/a09v31n3.pdf. Acesso em: 5 nov. 2020.

WEBER, Dorcas; ROCHA, Cristianne M. F.; MOTTA, Maria da Graça C. da; ZARTH, Silvana M.. Trilhando o Corpo: Jogo de trilha para conhecer o corpo humano. 2019. (Objeto de aprendizagem).

WEBER, Dorcas; ROCHA, Cristianne M. F.; MOTTA, Maria da Graça C. da; ZARTH, Silvana M.. Igualdade em Debate: Jogo de cartas. 2019. (Objeto de aprendizagem).

Downloads

Publicado

27/04/2022

Como Citar

WEBER, D. J. .; FAMER ROCHA, C. M.; CORSO DA MOTTA, M. da G.; ZARTH, S. M. Corpo e gênero: recursos didáticos para aprender sobre si. Debates em Educação, [S. l.], v. 14, n. 34, p. 285–301, 2022. DOI: 10.28998/2175-6600.2022v14n34p285-301. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/12337. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos