Conciliando estágio e pesquisa

um relato de experiência

Autores

  • Jerson Sandro Santos de Souza Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Suely Aparecida do Nascimento Mascarenhas Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Fabiane Maia Garcia Universidade Federal do Amazonas https://orcid.org/0000-0003-0121-0416

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37p1-22.e14204

Palavras-chave:

Estágio de docência, Pós-graduação, Hábitos de estudo, Atribuições causais, Pandemia

Resumo

O objetivo deste artigo é exemplificar como o estágio de docência, no contexto da pós-graduação stricto sensu, pode contribuir para a formação do professor-pesquisador. Para tanto, recorre-se ao relato de uma experiência vivenciada pelo primeiro autor no estágio de docência no ensino superior. Centra-se a discussão em uma aproximação entre a prática de sala de aula e o desenvolvimento da pesquisa. Conclui-se que o estágio oportuniza ao professor-pesquisador em formação não só uma vivência da dinâmica do magistério no ensino superior, mas também favorece o amadurecimento de sua pesquisa, uma vez que, a partir da aproximação entre teoria e prática, seu problema de pesquisa é aberto para novas dimensões de análise, o que pode culminar no aprimoramento e reelaboração do projeto de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suely Aparecida do Nascimento Mascarenhas, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Graduação em pedagogia, UNIR, Brasil, 1987; Doutorado em
Diagnóstico e Avaliação Educativa/Psicopedagogia, Universidade de La Coruña,
Espanha, 2004. Atuação profissional como professora 1981-2006 (Educação Básica),
2006-atual (Educação Superior), Universidade Federal do Amazonas, UFAM,
Instituto de Educação Agricultura e Ambiente, IEAA, graduação e pós-graduação
(PPGE-UFAM e PPGECH/UFAM).

Fabiane Maia Garcia, Universidade Federal do Amazonas

Docente do Programa de Pós-graduação em Educação - PPGE/UFAM - Linha de Educação, Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional. Doutora em Educação pela Universidade de Minho - Portugal (2015), mestra em Sociedade e Cultura na Amazônia - UFAM (2005), com graduação em PEDAGOGIA pela Universidade Federal do Amazonas (1995). Professora Associada I da Universidade Federal do Amazonas, Vice diretora da FACED/UFAM, presidente da CGRRDE e Vice-presidente Norte da Anped. Foi coordenadora Nacional do Forpred (2019-2021), foi Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Educação (2017-2022), foi presidente do Forpred-Norte(2018-2019). Área de interesse: Política pública e temas como o ensino superior, democracia, escola, comunicação e tecnologia. As pesquisas desenvolvidas possuem financiamento direto da FAPEAM, CAPES e CNPq.

Referências

ALMEIDA, Leandro da Silva; MIRANDA, Lúcia; GUISANDE, María Adelina. Atribuições causais para o sucesso e fracasso escolares. Estudos de Psicologia (Campinas), v. 25, n. 2, p. 169-176, 2008.

ANDRÉ, Marli E. D. A. et al. O papel do professor formador e das práticas de licenciatura sob o olhar avaliativo dos futuros professores. Revista Portuguesa de Investigação Educacional, v. 12, p. 101-123, 2012.

ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de pesquisa, n. 113, p. 51-64, 2001.

Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Ética e pesquisa em Educação: subsídios, vol. 1. Rio de Janeiro: ANPEd, 2019.

BECK, Marcelo Luís Grassi et al. Os professores e a atribuição de causalidade ao sucesso e ao fracasso escolar. Revista da Faculdade de Educação, v. 2, n. 1, p. 165-187, 2004.

BORUCHOVITCH, Evely. Estratégias de aprendizagem e desempenho escolar: considerações para a prática educacional. Psicologia: reflexão e crítica, v. 12, n. 2, p. 361-376, 1999.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. [Recurso eletrônico] — Brasília: Supremo Tribunal Federal, Secretaria de Altos Estudos, Pesquisas e Gestão da Informação, 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução Nº 674, de 06 de maio de 2022. Dispõe sobre a tipificação da pesquisa e a tramitação dos protocolos de pesquisa no Sistema CEP/Conep. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, edição 126, p. 160, 06 jul. 2022.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 12. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2017.

COLL, César et al. Psicologia do ensino [recurso eletrônico]. Tradução Cristina Maria de Oliveira. Porto Alegre: Artmed, 2008.

CREDÉ, Marcus; KUNCEL, Nathan R. Study habits, skills, and attitudes: The third pillar supporting collegiate academic performance. Perspectives on psychological science, v. 3, n. 6, p. 425-453, nov. 2008.

Ética e pesquisa em Educação [recurso eletrônico]: subsídios – volume 2/ Comissão de Ética em Pesquisa da ANPEd. Rio de Janeiro: ANPEd, 2021. Disponível em: https://www.anped.org.br/sites/default/files/images/etica_e_pesquisa_em_educacao_v._2_agosto_2021.pdf Acesso em: 28 ago. 2022.

FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da pesquisa educacional. 12. ed. São Paulo: Cortez. 2017.

GAMA, Elizabeth Maria Pinheiro; JESUS, Denise Meyrelles de. Atribuições e expectativa do professor: representações sociais na manutenção da seletividade social na escola. Psicologia: Teoria e pesquisa, v. 10, n. 3, p. 393-410, 1994.

GANDA, Danielle Ribeiro; BORUCHOVITCH, Evely. Atribuição de causalidade no ensino superior: Análise da produção científica. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, v. 2, n. 1, p. 02-18, 2011.

GARCIA, Fabiane Maia; MOURÃO, Arminda Rachel Botelho; JESUS, Marcineuza Santos de. Um olhar epistemológico sobre a pesquisa em educação. In: SOUSA, Teresa Silva; BACURY, Gerson; GARCIA, Fabiane Maia (Orgs.). Os desafios amazônicos: educação, currículo e política. 1. ed. São Paulo: Garcia Edizioni, 2019, p. 271-284.

GHEDIN, Evandro; OLIVEIRA, Elisangela S. de; ALMEIDA, Whasgthon A. de. Estágio com pesquisa. São Paulo: Cortez, 2015.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GUNDIM, Vivian Andrade et al. Saúde mental de estudantes universitários durante a pandemia de Covid-19. Rev. baiana enferm.‏, [S. l.], v. 35, 2021.

LEMOS, Thaysla Leite et al. Hábitos de estudo de acadêmicos de fisioterapia em ensino remoto. Research, Society and Development, v. 11, n. 1, p. 1-11, 2022.

LIMA, Lucineide Ribas Leite; D’ÁVILA, Cristina. Estágio na Educação Infantil e saberes docentes: estudo relacionado ao saber ludo-sensível. Debates em Educação, v. 10, n. 21, p. 293-313, 2018.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2. ed. São Paulo, SP: Pedagógica e Universitária, 2013.

MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento et al. Impacto dos hábitos de estudos sobre o rendimento acadêmico em estudantes do ensino superior. In: FONTAINES-RUÍZ, T.; MORILLO, J. P.; MAZA-CORDOVA, J.; FRANCO, Y. A. (Eds.). Convergencias y divergencias en investigación [Recurso eletrônico]. Quito: Senescyt, RISEI e OEI, 2020, p.447-452.

MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento; ALMEIDA, Leandro S.; BARCA, Alfonso. Atribuições causais e rendimento escolar: impacto das habilitações escolares dos pais e do género dos alunos. Revista Portuguesa de Educação, v. 18, n. 1, p. 77-91, 2005.

MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento; FERNANDES, Fabiana Soares. Avaliação dos hábitos de estudos na universidade: uma investigação com estudantes da UFAM. AMAzônica, Ano 2, v. 2, n. 3, p. 32-43, 2009.

MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento; LOZANO, Alfonso Barca. Atribuições causais de estudantes universitários do Brasil (Amazônia, Amazonas e Rondônia). In: CONGRESO INTERNACIONAL GALEGO-PORTUGUÉS DE PSICOPEDAGOXÍA, 9., 2007, A Coruña, Espanha. Atas [...] A Coruña: Universidade da Coruña, 2007, p. 1721-1732.

MOITA, Filomena Maria Gonçalves da Silva Cordeiro; ANDRADE, Fernando Cézar Bezerra de. A indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão: o caso do estágio de docência na pós-graduação. Olhar de professor, v. 8, n. 2, p. 77-92, 2005.

NASCIMENTO, Willdson Robson Silva do; CORREIA, Eanes; SILVA, Veleida Anahi da. Narrativas sobre o estágio supervisionado no curso de física licenciatura: uma figura do aprender na formação inicial. Debates em Educação, v. 14, n. 35, p. 260-278, 2022.

OLIVEIRA, Eliany Nazaré et al. Covid-19: repercussões na saúde mental de estudantes do ensino superior. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 46, n. especial 1, p. 206-220, 2022.

PEREIRA, Michelle M. et al. Saúde mental dos estudantes universitários brasileiros durante a pandemia de Covid-19. Psicologia: Teoria e Prática, v. 23, n. 3, p. 1–20, 2021.

PINA, Fuensanta Hernández. Aprender a aprender: técnicas de studio. Barcelona, Espanha: Oceano, 2004.

ROCHA, Annelay Peneluc da; JÚNIOR, Júlio Bispo dos Santos. Pesquisa em Educação: reflexões metodológicas, 2011. Disponível em: https://www.anpae.org.br/simposio2011/cdrom2011/PDFs/trabalhosCompletos/comunicacoesRelatos/0067.pdf Acesso em: 05 out. 2022.

SILVA, Camila Ferreira da; OLIVEIRA, Márcio de; CACAU, Claudiney Lofiego. Formação professoral na pós-graduação: O estágio docente em contexto amazônico. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, v. 29, n.120, Ago-Dez, 2021.

SILVA, Gisele C. Resende Fernandes da; MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento; SILVA, Iolete Ribeiro da. Propriedades psicométricas do QARE (Questionário das atribuições para o rendimento escolar) aplicado a estu¬dantes brasileiros/Amazonas/Manaus. Revista galego-portuguesa de psicoloxía e educación, v. 19, n. 2, Ano 16, p. 87-102, 2011.

SILVA, Hedgard Rodrigues da; AVEIRO, Jorge Fernando Hermida. Relato de experiência do estágio de docência no ensino superior. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO – CONEDU, 6., 2019, Campina Grande. Anais [...]. Realize Editora, 2019. Disponível em: <https://editorarealize.com.br/index.php/artigo/visualizar/62465>. Acesso em: 05 out. 2022.

THESING, Mariana Luzia Corrêa; COSTAS, Fabiane Adela Tonetto. A pesquisa em educação: aproximações iniciais. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 12, n. 3, p. 1839-1853, 2017.

ÜNAL, D. Peker. Factors affecting study habits in higher education during the Covid-19 pandemic. Anatolian Journal of Education, v. 6, n. 2, p. 109-124, 2021.

VERHINE, Robert Evan; DANTAS, Lys Maria Vinhaes. Estágio de docência: conciliando o desenvolvimento da tese com a prática em sala de aula. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 4, n. 8, p. 171-191, 2007.

WEINER, Bernard. A theory of motivation for some classroom experiences. Journal of Educational Psychology, v. 71, n. 1, p. 3-25, 1979.

Publicado

2023-02-02

Como Citar

SOUZA, Jerson Sandro Santos de; MASCARENHAS, Suely Aparecida do Nascimento; GARCIA, Fabiane Maia. Conciliando estágio e pesquisa: um relato de experiência . Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. 1–22.e14204, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37p1-22.e14204. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/14204. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: O estágio de docência nos programas de pós-graduação stricto sensu

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.