O subcampo das mídias e tecnologias no campo da Educação Física brasileira

origem, conflitos, contemporaneidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37pe15856

Palavras-chave:

Mídias, Tecnologias, Educação Física, Campo científico

Resumo

Trata-se de uma pesquisa que investigou o subcampo das mídias e tecnologias no campo da Educação Física (EF) brasileira, procurando compreender seu contexto de surgimento, suas configurações, as cisões e os conflitos no interior desse campo, bem como inflexões observadas em relação à dimensão da endogenia e da reprodução das práticas científicas neste espaço social. Metodologicamente, configurou-se como uma pesquisa na perspectiva da sociologia do conhecimento, operando uma sociologia histórica do campo da EF, a partir de um estudo de caso com 9 agentes deste campo que foram entrevistados. Entendemos que as ações desses agentes no subcampo acadêmico das mídias e tecnologias na EF refere-se ao constante e intenso trabalho de produzir e circular capital científico na busca de reconhecimento e legitimidade no espaço social em que atuam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaison José Bassani, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Educação (UFSC)

Professor do Centro de Desportos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (UFSC)

Referências

BELLONI, M. L. O que é mídia-educação. Campinas: Autores Associados, 2001.

BERGER, P. L.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. 36ª ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

BÉVORT, E.; BELLONI, M. L. Mídia-educação: conceitos, história e perspectivas. Educação & Sociedade, Campinas/SP, v. 30, n. 109, p. 1081-1102, set./dez. 2009.

BOURDIEU, P. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. Tradução Maria Lucia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1996a.

BOURDIEU, P. É possível um ato desinteressado? In: BOURDIEU, P. Razões práticas: sobre a teoria da ação. 11ª ed. Campinas/SP: Papirus, 1996b. p. 137-156.

BOURDIEU, P. Para uma sociologia da ciência. Lisboa: Edições 70, 2001a.

BOURDIEU, P. Meditações pascalianas. Rio de Janeiro/RJ: Bertrand Brasil, 2001b.

BOURDIEU, P. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004a.

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Editora da UNESP, 2004b.

BRACHT, V. Educação Física e aprendizagem social. 2ª. ed. Porto Alegre: Magister, 1997.

FANTIN, M. Mídia-educação: conceitos, experiências, diálogos Brasil-Itália. Florianópolis: Cidade Futura, 2006.

FERRES, J. Televisão e educação. Porto Alegre: Artmed, 1996.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Record, 2005.

GONZÁLEZ, F. J.; FENSTERSEIFER, P. E. Entre o “não mais” e o “ainda não”: pensando saídas do não lugar da EF escolar II. Cadernos de Formação RBCE, Campinas, v. 1, n. 2, p. 10-21, 2010.

HALLAL, P. C.; MELO, V. A. de. Crescendo e enfraquecendo: um olhar sobre os rumos da Educação Física no Brasil. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, n. 39, v. 3, jul./set. 2017, p. 322-327.

LAZZAROTTI FILHO, A.; SILVA, A. M.; MASCARENHAS, F. Transformações contemporâneas do campo acadêmico-científico da Educação Física no Brasil: novos habitus, modus operandi e objetos de disputa. Movimento, v. 20, 2014, p. 67-80.

LAZZAROTTI FILHO, A. et al. Modus operandi na produção científica da EF: uma análise das revistas e suas veiculações. Revista da Educação Física UEM, v. 23, n. 1, p. 1-14, 2012.

MANOEL, E. de J.; CARVALHO, Y. M. de. Pós-graduação na Educação Física brasileira: a atração (fatal) para a biodinâmica. Educação e Pesquisa, v. 37, n. 2, p. 389-406, maio/ago. 2011.

MEKSENAS, P. Pesquisa social e ação pedagógica: conceitos, métodos e práticas. São Paulo: Loyola, 2002.

MEZZAROBA, C. A formação e constituição de um subcampo acadêmico: a mídia-educação na Educação Física – configurações, perspectivas e inflexões, 2018. 493f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, 2018.

MEZZAROBA, C. A mídia, as tecnologias e a Educação Física no Brasil: uma descrição genealógica. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 13, n. 32, p. 1-12, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.20952/revtee.v13i32.13065. Acesso em: 08 jul. 2022.

MEZZAROBA, C.; ZOBOLI, F. Reflexões e problematizações sobre a pesquisa em EF: perspectivas para os “filhos do casamento (in)feliz”. Kinesis, v. 31, n. 1, p. 107-124, jan./jun. 2013.

MEZZAROBA, C.; BASSANI, J. J. Reflexões sobre a Educação Física a partir dos conceitos de ‘campo’ em Pierre Bourdieu e de ‘paradigma’ em Thomas Kuhn. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 8, p. 207-222, 2015.

MINAYO, M. C. de S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 29ª. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2010.

OROFINO, M. I. Mídias e mediação escolar: pedagogia dos meios, participação e visibilidade. São Paulo: Cortez, Instituto Paulo Freire, 2005.

PAIVA, F. Ciência e poder simbólico no Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte. Vitória/ES: UFES, Centro de Educação Física e Desportos, 1994.

PAIVA, F. Constituição do campo da Educação Física no Brasil: ponderações acerca de sua especificidade e autonomia. In: BRACHT, V.; CRISORIO, R. (orgs.). A Educação Física no Brasil e na Argentina: identidade, desafios e perspectivas. Campinas/SP: Autores Associados; Rio de Janeiro/RJ: PROSUL, 2003. p. 63-80

PAIVA, F. Notas para pensar a Educação Física a partir do conceito de campo. Perspectiva, Florianópolis, v. 22, número especial, p. 51-82, jul./dez. 2004.

PIRES, G. De L. et al. A pesquisa em Educação Física e mídia: pioneirismo, contribuições e críticas ao “Grupo e Santa Maria”. Movimento, v. 14, n. 3, p. 33-52, set./dez. 2008.

REZER, R. Educação Física na Educação Superior: trabalho docente, epistemologia e hermenêutica. Chapecó/SC: Argos, 2014.

SETTON, M. da G. Mídia e educação. São Paulo: Contexto, 2010.

SOARES, I. de O. Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação. 2ª ed. São Paulo: Paulinas, 2011.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 2010.

VALLE, I. Sociologia histórica ou história sociológica? Diálogos a partir de Pierre Bourdieu. Tempos e Espaços em Educação, v. 11, n. 25, p. 49-60, abr./jun. 2018.

Publicado

2023-09-05

Como Citar

MEZZAROBA, Cristiano; BASSANI, Jaison José. O subcampo das mídias e tecnologias no campo da Educação Física brasileira: origem, conflitos, contemporaneidade. Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. e15856, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37pe15856. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/15856. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Formação docente: experiências e correlatos teórico-práticos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.