O triângulo disciplina, biopolítica e governamentalidade na pandemia de COVID-19

um estudo de postagens de Secretarias Estaduais de Educação no Instagram

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2021v13n32p348-373

Palavras-chave:

Disciplina, Biopolítica, Governamentalidade, Educação

Resumo

O artigo analisa as configurações da educação no decurso da pandemia da Covid-19, a partir da triangulação formada pelos conceitos de disciplina, biopolítica e governamentalidade, desenvolvidos pelo autor francês Michel Foucault. O corpus de análise é composto por cinco postagens publicadas em perfis oficiais de três secretarias estaduais da educação, a saber:  Secretaria da Educação do Ceará (@seduc_ce); Secretaria de Estado da Educação do Piauí (@seducpi); Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (@seducsp). Em relação à metodologia, trata-se de um estudo descritivo-interpretativo de natureza qualitativa. A análise do material coletado permite constatar o enfoque disciplinar, radiografado especialmente no tocante a como os discentes devem se comportar no âmbito ensino domiciliar, as estratégias biopolíticas, que perfilam a saúde desses discentes e de seus familiares, por meio de recomendações de cunho sanitário e, por fim, o governo desses corpos e subjetividades que estão ausentes do espaço físico da escola, em razão da pandemia, mas não incólumes às capturas da governamentalidade.

Biografia do Autor

Izaías Serafim de Lima Neto, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Francisco Vieira da Silva, Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA

Docente da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) e do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e do Programa de Pós-Graduação em Ensino (POSENSINO) da associação entre a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

Referências

AGÊNCIA BRASIL. Um em cada quatro brasileiros não tem acesso à internet, 2002. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-04/um-em-cada-quatro-brasileiros-nao-tem-acesso-internet>. Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: MEC. 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf> Acesso em: 13 fev. 2019.

CALOMENI, Teresa. O ronco surdo da batalha: poder disciplinar e biopolítica. In: RESENDE, Haroldo (Org.). Michel Foucault: o ronco surdo da batalha. São Paulo: Intermeios, 2018, p. 215-239.

COLOMBO, Sônia Simões et al (Org.). Marketing educacional em ação: estratégias e ferramentas. Porto Alegre: Bookman, Artmed, 2005.

DELEUZE, G. Pós-scriputm sobre as sociedades de controle. In: DELEUZE, G. Conversações. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Editora 34, p. 219-226, 2006.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaios sobre a sociedade neoliberal. Trad. Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2016.

EHRENBERG, Alain. O culto à performance: da aventura empreendedora à depressão nervosa. Trad. Pedro F. Bendassolli. Aparecida: Ideias & Letras, 2010.

FOUCAULT, M. O sujeito e o poder. In: RABINOW, P.; DREYFUS, H. Foucault: uma trajetória filosófica para além do estruturalismo e da hermenêutica. Trad. Vera Porto Carrero. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995, p. 231-250.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito: Curso dado no Collège de France (1981-1982). Trad. Márcio Alves da Fonseca e Salma Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 25. ed. Trad. Roberto Machado. São Paulo: Graal Edições, 2008a.

FOUCAULT, Michel. O nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France: (1978-1979). Trad. Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008b.

FOUCAULT, Michel. O governo de si e dos outros. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, Michel. Do governo dos vivos: Curso no Collège de France, 1979-1980: excertos. Org. Nildo Avelino. São Paulo: Centro de Cultura Social; Rio de Janeiro: Achiamè, 2011.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Trad. Raquel Ramalhete. 42.ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2014.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J.A. Guilhon Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2015a.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. Trad. de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J.A. Guilhon Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2015b.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3: o cuidado de si. Trad. de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J.A. Guilhon Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2015c.

G1. A cada dez alunos, dois estão sem qualquer oferta de atividade escolar durante a pandemia, aponta levantamento, 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2020/07/21/a-cada-dez-alunos-dois-estao-sem-qualquer-oferta-de-atividade-escolar-durante-a-pandemia-aponta-levantamento.ghtml>. Acesso em: 10 ago. 2020.

G1. Estudantes, pais e professores narram 'apagão' do ensino público na pandemia; em 7 estados e no DF, atividade remota não vai contar para o ano letivo, 2020. Disponível em: <https://g1.globo.com/educacao/noticia/2020/05/21/estudantes-pais-e-professores-narram-apagao-do-ensino-publico-na-pandemia-em-7-estados-e-no-df-atividade-remota-nao-vai-contar-para-o-ano-letivo.ghtml. Acesso em: 14 jul. 2020.

GALLO, Sílvio. Políticas da diferença e políticas públicas em educação no Brasil, Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 31, n. 63, p. 1457-1523, set./dez. 2017. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/36722/24901>. Acesso em: 7 jul. 2020.

GALLO, Sílvio Donizetti de Oliveira; MONTEIRO, Alexandrina. Educação menor como dispositivo potencializador de uma escola outra, REMATEC: Revista de Matemática, Ensino e Cultura, Belém, ano 15, n. 33, p. 185-200, 2020. Disponível em: <http://www.rematec.net.br/index.php/rematec/article/view/228/194>. Acesso em: 11 ago. 2020.

GONDRA, José G. Ciência e governo (geral, intensivo, suave e prolongado) dos professores. RESENDE, Haroldo (Org.). Michel Foucault: o ronco surdo da batalha. São Paulo: Intermeios, 2018, p. 161-176.

HAROCHE, Claudine. O inavaliável em uma sociedade da desconfiança, Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 37, n.3, p. 657-676, set/dez. 2011. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-97022011000300014>. Acesso em: 07 jul. 2020.

LOPES, Maura Corcini. (In)utilidade e exclusão: o extremo do neoliberalismo e o futuro do humano. In: RESENDE, Haroldo de (Org). Michel Foucault: a arte neoliberal de governar a educação. São Paulo: Intermeios, 2018, p. 143-156.

PAL PERBART, Peter. Políticas da vida, produção do comum e a vida em jogo, Saúde Soc. São Paulo, p. 19-26, 2015. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/sausoc/v24s1/0104-1290-sausoc-24-s1-00019.pdf>. Acesso em: 10 ago. 2020.

ROCHA, Paula Rejane Lisboa da; PIZZI, Laura Cristina Vieira. Governamentalidade e o projeto Educar/PE: neoliberalismo e capital humano em discussão, Debates em educação, Maceió, v. 2, n.4, jul/dez. 2010. Disponível em: <https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/558/294>. Acesso em: 14 ago. 2010.

SALGADO, Luciana. A leitura como um bem: slogan e consenso. In: MOTTA, Ana Raquel; SALGADO, Luciana. Fórmulas discursivas. São Paulo: Contexto, 2011, p. 151-162.

UOL. Depressão entre brasileiros quase duplica durante quarentena, diz estudo. 2020. Disponível em: <https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/05/05/depressao-brasileiros-isolamento-social-coronavirus.ht>. Acesso em: 12 ago. 2020.

VASCONCELLOS-SILVA, Paulo R.; CASTIEL, Luis David. Covid-19, as fake News e o sono da razão comunicativa gerando monstros: a narrativa dos riscos e os riscos das narrativas, Cad. Saúde Pública, São Paulo, v. 36, n.7, p. 1-12, 2020. Disponível em: <https://www.scielosp.org/article/csp/2020.v36n7/e00101920/#>. Acesso em: 28 ju

Downloads

Publicado

31/08/2021

Como Citar

DE LIMA NETO, I. S.; DA SILVA, F. V. O triângulo disciplina, biopolítica e governamentalidade na pandemia de COVID-19: um estudo de postagens de Secretarias Estaduais de Educação no Instagram. Debates em Educação, [S. l.], v. 13, n. 32, p. 348–373, 2021. DOI: 10.28998/2175-6600.2021v13n32p348-373. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/11039. Acesso em: 3 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos