AS PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES NO COTIDIANO DA PROFISSÃO DOCENTE NA INSTRUÇÃO PRIMÁRIA NA PROVÍNCIA SERGIPANA NA DÉCADA DE 1870

Autores

  • Simone Silveira Amorim Universidade Tiradentes
  • Laryssa Hilário dos Santos Universidade Tiradentes
  • Alinne Sá Matos Universidade Tiradentes

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2016v8n15p108

Palavras-chave:

instrução primária, Profissão docente, História da Educação

Resumo

Esse artigo propõe demonstrar como os professores primários exerciam a prática da profissão docente, criando a representação profissional necessária ao seu exercício, na década de 70 do século XIX. Sob a matriz historiográfica da História Cultural, tem-se como perspectiva o cotidiano da profissão docente, analisando as representações e práticas dos agentes envolvidos nesse processo. As categorias de Chartier (2002) e de Bourdieu (1990) serão tomadas para compreender como se institucionalizou a profissão docente em suas representações no âmbito do ensino primário, na província sergipana, além de verificar de que forma se constituiu o seu habitus profissional. As fontes utilizadas foram ofícios enviados pelo poder público através de seus representantes, bem como jornais do período. 

Biografia do Autor

Simone Silveira Amorim, Universidade Tiradentes

Professora PPGP I da Universidade Tiradentes/UNIT, no Programa de Pós-graduação em Educação. Doutora em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (2012) e Mestre em Educação (2006) pela mesma instituição. Integra os grupos de pesquisa História das Práticas Educacionais (GEHPE), História da Educação no Nordeste Oitocentista, (GHENO GT/SE) e o Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos de Cultura da UFS (NECUFS).

Laryssa Hilário dos Santos, Universidade Tiradentes

Graduada em Letras Inglês pela Universidade Tiradentes (UNIT-SE). Participa do Projeto aprovado pelo CNPQ OS PROFESSORES PRIMÁRIOS EM SERGIPE: EM BUSCA DA PROFISSIONALIZAÇÃO (1826-1889), chamada: MCTI/CNPQ/Universal 14/2014 

Alinne Sá Matos, Universidade Tiradentes

Graduada em Letras Inglês pela Universidade Tiradentes (UNIT-SE). Participa do Projeto aprovado pelo CNPQ OS PROFESSORES PRIMÁRIOS EM SERGIPE: EM BUSCA DA PROFISSIONALIZAÇÃO (1826-1889), chamada: MCTI/CNPQ/Universal 14/2014

Downloads

Publicado

22/08/2016

Como Citar

AMORIM, S. S.; DOS SANTOS, L. H.; MATOS, A. S. AS PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES NO COTIDIANO DA PROFISSÃO DOCENTE NA INSTRUÇÃO PRIMÁRIA NA PROVÍNCIA SERGIPANA NA DÉCADA DE 1870. Debates em Educação, [S. l.], v. 8, n. 15, p. 108, 2016. DOI: 10.28998/2175-6600.2016v8n15p108. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/2111. Acesso em: 30 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)