Pedagogia histórico-crítica e educação matemática: a utilização de categorias do materialismo histórico-dialético como subsídio para o processo de ensino

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n26p211-224

Palavras-chave:

Educação matemática. Pedagogia histórico-crítica. Categorias dialéticas

Resumo

A Pedagogia Histórico-crítica (PHC) é uma tendência pedagógica de fundamentação marxista e utiliza-se das categorias do materialismo histórico-dialético como referencia para análise e melhoria do ensino. Este artigo promove uma reflexão sobre a aplicação de determinadas categorias como fundamentação para sistematização de procedimentos de ensino na Matemática. Assim, tece-se considerações sobre as categorias do lógico e histórico, abstrato e concreto e singular, particular e universal.

Biografia do Autor

José Roberto Boettger Giardinetto, Universidade Estadual Paulista (UNESP)

Possui graduação em Matemática (Licenciatura) pela Universidade Federal de São Carlos (1984), mestrado em Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1991) e doutorado em Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1997). Atualmente é professor assistente doutor do Departamento de Educação da Faculdade de CIências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. É membro cadastrado do Grupo de Pesquisa "Estudos Marxistas em Educação" da UNESP, Campus de Araraquara, Grupo de Pesquisa cadastrado junto ao CNPq. É líder do "Grupo de Pesquisa Pedagogia Histórico-Crítica e a Educação Matemática? (GPPHCEM).Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Fundamentos Históricos e Filosóficos do Ensino de Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Fundamentos da Educação Matemática, História da Matemática e Ensino da Matemática, Ensino da Matemática na perspectiva da Pedagogia Histórico-crítica, Matemática Escolar e a questão cultural segundo a perspectiva marxista. Desde 2013 é docente do Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica, Mestrado Profissional, na Faculdade de Ciências da UNESP, Campus de Bauru, São Paulo. 

Referências

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais – terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: matemática. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

CARAÇA, B. J. Conceitos fundamentais da matemática. Portugal: Livraria Sá da Costa Editora. 1984.

DUARTE, N.. Por uma educação que supere a falsa escolha entre etnocentrismo ou relativismo cultural. In: DUARTE, N. & FONTE, Sandra S. dela (Orgs.). Arte, conhecimento e paixão na formação humana: sete ensaios de pedagogia histórico-crítica. (pp. 101-120). Campinas, SP, Autores Associados, 2010.

DUARTE, N..Education as mediation between the individual’s everyday life and the historical construction of society and culture by humankind. In: SAWCHUK, P. H., DUARTE, N., ELHAMMOUMI, M. Critical perspectivies on activity: explorations across education, work and everday life. ( pp. 211- 292). USA, Cambridge University Press, 2006.

DUARTE, N. O Ensino de Matemática na Educação de Adultos. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1989.

DUARTE, N. A relação entre o lógico e o histórico no ensino da matemática elementar. Dissertação (Mestrado). UFSCar. Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 1987.

DUARTE, C. G. Implicações curriculares a partir de um olhar sobre o “mundo da construção. In: KNIJNIK, G.; WANDERER, F.; OLIVEIRA, C. J de. (org.). Etnomatemática: currículo e formação de professores. (pp.183-202). Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004.

ENGELS, F. A ‘contribuição à crítica da economia política’ de Karl Marx. In: Obras escolhidas, Alfa-Ômega, SP, s/d.

GERDES, P. Etnomatemática: reflexões sobre a matemática e diversidade cultural. Lisboa: Edições Húmus, 2007.

XxxxxxxxxxxxxxxxxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

XxxxxxxxxxxxxxxxxxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

XXXXXXXxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

XXXXXXXXXXXXXXXxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

MARX, K. O método da economia política. In: MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. (pp 218-226). São Paulo: Martins Fontes Editora, 1983.

MARMO, C. ; MARMO, N. Desenho Geométrico. Rio de Janeiro, RJ: Scipione, 1994.

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar. Campinas, SP: Autores Associados (Coleção Educação Contemporânea), 2013.

MARTINS, L. M. As aparências enganam: divergências entre o materialismo histórico dialético e as abordagens qualitativas de pesquisa. In 29ª Reunião Anual da ANPED, Caxambu, Minas Gerais, Grupo de Trabalho Filosofia da Educação, 01-17, 2006.

MEZHÚIEV, V. La cultura y la historia: el problema de la cultura en la teoría marxista de la filosofia y la historia. Moscú: Progreso, 1980.

PRADO JÚNIOR, C. Dialética do conhecimento: preliminares, prehistória da dialética. São Paulo: Brasiliense, 1952.

OLIVEIRA, B. A dialética do singular-particular-universal. In: ABRANTES, Angelo Antonio; SILVA, Nilma Renildes da; MARTINS, Sueli Terezinha Ferreira (Orgs.). Método histórico-social na psicologia social. (pp. 25-51). Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

OLIVEIRA, R. N. de. Contribuição do Desenho Geométrico na apropriação de conceitos geométricos. Bauru: Programa de Pós-Graduação em docência para a educação básica, 2018 (Dissertação, Mestrado Profissional).

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

_____. Escola e democracia. São Paulo, Cortez; Campinas, Autores Associados, 1984.

VERA, F. Psicogénesis del razonamiento matemático. Buenos Aires: Editorial Poseidon, 1947.

VOLPE, G. della. A lógica como ciência histórica. Lisboa: edições 70, 1984.

Downloads

Publicado

06/04/2020

Como Citar

GIARDINETTO, J. R. B. Pedagogia histórico-crítica e educação matemática: a utilização de categorias do materialismo histórico-dialético como subsídio para o processo de ensino. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 26, p. 211–224, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n26p211-224. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/7280. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê “Pedagogia histórico-crítica, psicologia histórico cultural e ensino de ciências”